Sem categoria

ITALIA MAIO/19

Cheguei em Treviso e fiquei na casa do meu amigo em Pordenone nos primeiros dias

Depois segui viagem de trem pra Roma, passando por Veneza

Chegando em Roma, fui ao Coliseu, museu do Leonardo da Vinci, Vaticano – Basílica de São Pedro ( subi a cúpula, graças às Moldavias), Fontana de Trevi, Piazza Navona, Museu de Santo Angelo..

Sem categoria

São Paulo Capital

C

omo foi minha visita ao Edificio Italia?

Tudo começou quando acordei disposta a sair de casa e conhecer um lugar novo.

Peguei meu carro e dirigi até ao restaurante “O gato que Ri” na República e almocei por volta das 13:00h

Depois andei até o cruzamento da Av Ipiranga com a São Luís e perguntei a que horas o edificio seria aberto, me responderam às 15h. Então caminhei até a biblioteca Mário de Andrade para me inteirar mais sobre a arquitetura do Edifício

Situado na diagonal da Praça da República, em um lote de esquina das Av Ipiranga e São Luís, apresenta:

1. Terreno Irregular

2. Formato de Losango

3. Vértice do ângulo mais agudo voltado para a praça.

Sendo uma das torres mais altas da cidade, possui 46 pavimentos e 151 metros de altura.

O empreendimento foi concebido pelo Círculo Italiano, um clube da Elite da Colônia Italiana, que organizou em 1953 uma concorrência internacional do qual participaram, entre outros, o italiano Gio Ponti é três estrangeiros radicados em São Paulo: o italiano Giancarlo Palonti, o georgiano Gregori Warchachik e o ALEMÃO Franz Heep, que se inscreveu em parceria com a incorporadora Otto Meinberg.

O objetivo era dar à cidade, que se espraiava como locomotiva industrial da América Latina no pós-guerra, um marco monumental que expressadas sua pujança econômica e social.